DAN- Imagens do slide em images/slide/dan

Instruções para colaboradores

O Anuário Antropológico aceitará para publicação trabalhos inéditos em português, inglês, francês ou espanhol, sob a forma de artigos, ensaios críticos de natureza bibliográfica ou resenhas de livros recentes. As contribuições serão recebidas em fluxo contínuo e a pertinência para publicação será avaliada pela Comissão Editorial (no que diz respeito à adequação ao perfil e linha editorial da Revista) e por pareceristas ad hoc (no que diz respeito ao conteúdo e qualidade das contribuições) preservando o anonimato. Os manuscritos deverão ser enviados com o texto em Word for Windows (*.doc ou .docx) ou qualquer outro processador de texto compatível, para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., seguindo as seguintes orientações:

1. Artigos (de até 9000 palavras, incluindo notas e bibliografia): devem vir acompanhados de: a) resumo (na língua do artigo e em inglês) de até 200 palavras; b) título em inglês; c) até cinco palavras-chave, em inglês e na língua original do artigo.

2. Artigos de crítica bibliográfica (de até 5000 palavras): devem conter a referência completa do livro ou livros comentados, incluindo autor(es), data e local de publicação e editora.

3. Resenhas de livros recentes (de até 1500 palavras): devem conter a referência completa do livro resenhado, incluindo autora, editora, data e local de publicação e número de páginas. As resenhas não devem receber título nem conter notas ou referências bibliográficas fora do texto.

4. As contribuições devem seguir a seguinte formatação: espaço 1,5, letra Calibri, tamanho da fonte 12. As notas devem vir ao final do texto e devem seguir a mesma formatação.

Todas as contribuições devem vir acompanhadas de carta de encaminhamento contendo nome completo, endereço postal e eletrônico e telefone da autora, assim como seus dados profissionais.

No próprio artigo, sob o nome da autora que segue o título, deve constar apenas sua filiação institucional. Ao final, a autora deve inserir uma minibiografia contendo nome completo, dados profissionais, filiação institucional, cidade, estado, país, suas principais publicações, áreas de interesse e endereço de e-mail para contato

O envio de contribuições implica a cessão de direitos autorais e de publicação à Revista. Esta não se compromete a devolver as colaborações recebidas. O conteúdo dos manuscritos publicados pela revista é de inteira responsabilidade da autora.

Quanto a figuras, citações, notas e referências, devem ser observados os seguintes formatos:

a) os quadros, gráficos, figuras e fotos devem ser apresentados em folhas separadas, numerados e titulados corretamente, com indicação de seu lugar no texto e de forma pronta para impressão;
b) citações de mais de quatro linhas devem ser destacadas no texto com margem esquerda um pouco maior;
c) as notas de pé-de-página deverão excluir simples referências bibliográficas; estas devem ser incluídas no texto principal entre parênteses, limitando-se ao sobrenome da autora, ano e páginas, por exemplo: (Chaves, 2016: 283-30);
d) a referência completa irá nas REFERÊNCIAS, conforme o seguinte modelo, observando-se se é livro, coletânea, artigo em periódico ou tese acadêmica, aqui exemplificados a seguir:

Livro:

BORGES, Antonádia. 2004. Tempo de Brasília: etnografando lugares-eventos da política. 1. Ed. Rio de Janeiro: Relume Dumará.

Coletânea:

LOBO, Andréa; DIAS, Juliana Braz (org.). 2016. Mundos em circulação: perspectivas sobre Cabo Verde. Brasília/ Praia: Aba Publicações/EdUniCV.

Artigo em coletânea:

COELHO DE SOUZA, Marcela Souza. 2009. “The future of the structural theory of kinship”. In: Boris Wiseman (ed.), The Cambridge Companion to Lévi-Strauss. Cambridge: Cambridge University Press, pp. 80-99.

Artigo em periódico:

MOURA, Cristina Patriota de. 2017. “Considerações sobre dinâmicas educacionais em tempos de transnacionalização chinesa”. Horizontes Antropológicos, 23: 89-121.

Tese acadêmica:

SILVA, Kelly Cristiane da. 2004. Paradoxos da Autodeterminação: a construção do Estadonação e práticas da ONU em Timor-Leste. Tese de Doutorado, Universidade de Brasília.

 

Anuário Antropológico

Está disponível o novo número do Anuário Antropológico (vol. 45, n. 3 - setembro de 2020):
 
 
3.2020 AA capa
linha01
O DAN/UnB pensando o Coronavírus
 
"O drama ritual da morte para os Sanöma"
 
 
“Confinados sim, presos jamais”: A quarentena em pays  boni, Papaïchton, Guiana francesa
 
ANPOCS: Boletim "Cientistas Sociais e o Coronavírus"
 
 
linha01
 
Organizadoras: Soraya Fleischer e Flávia Lima

linha01

Seleção Mestrado e Doutorado 2020
 
Cartaz SelecaoPPGAS 2020
 
linha01
IX Prêmio Martín Novión
 
Para as melhores dissertaçoes de Graduação defendidas em 2020
 
Inscrições até 31 de dezembro de 2020
 
 
linha01
Chamadas abertas para dossiês no Anuário Antropológico
 
Dossiê "Nojo, humilhação e desprezo no fazer social”
Os artigos devem ser enviados até 05/12/2020
linha01
Mundaréu: Podcast aborda antropologia de maneira descomplicada e acessível
 
Redes e Serviços de Proteção à Saúde Mental
 
linha01