Anuário Antropológico - Expediente
 
DAN- Imagens do slide em images/slide/dan

Anuário Antropológico
ISSN 0102-4302
 
Fundador
Periódico fundado em 1977 por Roberto Cardoso de Oliveira
 
Editores
Soraya Fleischer
Cristina Patriota de Moura 
Antonádia Borges
Fabiene Gama 
Henyo Trindade Barretto Filho
. 
Conselho Científico
Alicia Barabas (INAH, México)
Antônio Augusto Arantes Neto (UNICAMP)
Cecília Maria Vieira Helm (UFPR)
Eduardo Portela (Tempo Brasileiro)
Eunice Ribeiro Durham (USP)
George Zarur (Câmara dos Deputados)
João de Pina Cabral (ICS, Lisboa)
Josildeth Gomes Consorte (PUC, SP)
Leopoldo Bartolomé (Universidad de Misiones, Argentina)
Luiz Fernando Dias Duarte (MN/UFRJ)
Lux Vidal (USP)
Michael Fischer (MIT, Estados Unidos)
Miguel Bartolomé (INAH, México)
Myriam Jimeno (Universidad Nacional de Colombia)
Nelly Arvelo-Jiménez (IVIC, Venezuela)
Raimundo Heraldo Maués (PPGCS/UFPA)
Roberto DaMatta (PUC, RJ)
Roberto Motta (UFPE)
Stephen Nugent (Goldsmith College, Inglaterra)
Virgínia García Acosta (CIESAS, México)
.
Secretaria Executiva 
Barbara Marques
Laise Tallmann
 
Periodicidade da publicação e idioma(s) que serão aceitos os artigos
O Anuário Antropológico (AA) é um dos mais antigos periódicos na área de Antropologia no país, tendo sido lançado em 1976, sob a liderança do professor e antropólogo Roberto Cardoso de Oliveira, tendo seu primeiro número vindo a lume em 1977, na mesma década em que o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de Brasília foi criado. Atualmente, é o mais importante periódico da área de Antropologia na região Centro-Oeste e no Distrito Federal
 
O Anuário Antropológico é uma revista semestral editada e mantida pela Instituição Executora, isto é, o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de Brasília (PPGAS/UnB). Tem por política editorial publicar artigos originais, ensaios bibliográficos, resenhas de livros nacionais ou internacionais recentes, críticas, obituários e outros textos de natureza acadêmica que apresentem pesquisas empíricas de qualidade, diálogos teóricos relevantes e perspectivas analíticas diversas. O AA publica textos em português, inglês, espanhol ou francês.
 
As contribuições são recebidas em fluxo contínuo e a pertinência para publicação é avaliada pela Comissão Editorial (no que diz respeito à adequação ao perfil e linha editorial da Revista) e por pareceristas ad hoc e externos (no que diz respeito ao conteúdo e qualidade das contribuições) preservando o anonimato, no estilo duplo-cego.
Universidade de Brasília

O AA publica dois números por ano, cada um deles incluindo pelo menos nove artigos inéditos, além de resenhas e, ocasionalmente, conferências, memoriais, entrevistas, obituários, e outros documentos relevantes. Por tradição, um desses números prevê um conjunto de artigos independentes e o outro número reúne artigos compostos na forma de um dossiê. Em geral, um/a dos/das professores/as do Departamento de Antropologia fica a cargo da reunião e organização dos artigos que comporão o dossiê, alternando, assim, a participação de todos/as os/as docentes da casa na produção do periódico. Entretanto, também é possível que pesquisadores/as externos ao Departamento proponham temas de dossiês. Uma das condições para um artigo ser publicado no periódico é o ineditismo. Artigos que foram publicados alhures não são aceitos. Assim, o periódico tem 100% de artigos científicos e/ou técnico-científicos gerados a partir de pesquisas originais, não divulgadas previamente em outras revistas.
 
Diagramação e Editoração
Revisão: Ana Terra
Projeto Gráfico: João Neves
Diagramação: João Neves